domingo, 23 de outubro de 2016

uma grande aflição interior

"Não sou o Rembrandt, não sou o Velázquez, não sou o Goya. Mas ao nível português acho que fiz uma obrinha que realmente é demonstrativa de um tipo que tinha alguma coisa, uma grande aflição interior. Por esse lado, estou tranquilo."

Entrevista de Cruzeiro Seixas ao Observador, aqui.

Sem comentários:

Enviar um comentário